fbpx
Início / Notícias / UBS em Itanhomi receberá R$ 690 mil para conclusão de obra
UBS em Itanhomi receberá R$ 690 mil para conclusão de obra

UBS em Itanhomi receberá R$ 690 mil para conclusão de obra

Uma boa notícia para a UBS em Itanhomi! Após quatro anos parada, a construção da Unidade Básica de Saúde, no Centro do município, finalmente terá continuidade. A obra não foi concluída devido a falta de repasses do Estado para o município. Agora, por meio da indicação da deputada estadual Rosângela Reis (Podemos), o Estado encaminhará R$ 690 mil, proveniente de emenda parlamentar, até o fim deste ano para a concluir a UBS.

A solução foi acordada em uma reunião nesta quarta-feira (02), na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, entre a deputada Rosângela Reis, o prefeito Raimundo Francisco Penaforte, o Mundinho; o subsecretário de Estado de Governo de Minas Gerais, José Geraldo de Oliveira Prado; e o chefe do escritório de Relações Institucional do Governo de Minas em Brasília, Jaime Martins Filho.

O início das tratativas foi em maio deste ano, com uma reunião com o secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, dr. Carlos Eduardo Amaral. Na oportunidade, Rosângela Reis solicitou o empenho do governo do Estado para destinar recursos para a construção da nova UBS. Amaral alertou para a falta de recursos do Estado para aportar na obra e sugeriu o uso das emendas parlamentares e tinha solicitado um prazo para estudar o caso.

Diante desse cenário, na nova reunião, a deputada Rosângela garantiu que destinará os recursos necessários para a conclusão da UBS em Itanhomi. O valor total do repasse será de R$ 690 mil e a expectativa é de ser liberada ainda em 2019. A construção terá que ser relicitada e poderá ter andamento, possivelmente, em 2020.

“Como sabemos da situação crítica financeira de Minas Gerais e como isso impediu a continuidade da obra. Para atender a população de Itanhomi, coloquei a disposição as minhas emendas parlamentares para a conclusão da UBS”.

Rosângela Reis.

Obra de UBS em Itanhomi estava parada por falta de recursos

Desde 2015 a construção da UBS estava paralisada devido a falta de repasses. Segundo o prefeito Mundinho, o valor total da obra foi de R$ 986 mil. A ordem de serviço foi assinada em 2014 e uma primeira parcela do valor, cerca de R$ 300 mil foi depositada pelo Estado nos cofres da prefeitura.

O imóvel que estava no lote da rua Capitão Andrade, 158, foi demolido e foi iniciada a construção. No entanto, sem o repasse do restante do valor, a obra foi paralisada. Em função da interrupção, materiais de construção e já instalados estavam sofrendo degradação por estar expostos ao tempo.

O prefeito Mundinho agradeceu o empenho da deputada. “O município não tinha recursos para dar andamento na obra e por causa dessa falta de repasse, não podemos terminar a UBS. Sem essa emenda da Rosângela Reis, não teria outra solução e terminar a construção”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios *

*

Ir para o topo