fbpx
Início / Notícias / Deputada Rosângela reis luta pelo Samu Regional do Vale do Aço
Deputada Rosângela reis luta pelo Samu Regional do Vale do Aço

Deputada Rosângela reis luta pelo Samu Regional do Vale do Aço

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) fará um diagnóstico sobre quais as necessidades que faltam, cronogramas e valores necessários para a implantação do Samu Regional no Vale do Aço. O estudo será apresentado no próximo 9 de dezembro, na própria região, para autoridades locais.

A iniciativa foi definida em uma reunião realizada nessa quinta-feira (21), na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, entre os deputados estaduais Rosângela Reis e Celinho do Sinttrocel, com os subsecretários de Regulação do Acesso a Serviços e Insumos de Saúde, Nicodemus de Arimatheia, e de Políticas e Ações de Saúde, Marcílio Magalhães, o superintendente regional de Saúde do Vale do Aço, Ernany de Oliveira Duque e a coordenadora de Urgência e Emergência, Adriana Almeida.

Rosângela Reis cobrou a implantação do Samu Regional do Vale do Aço, operado pelo Consórcio Intermunicipal de Saúde dos Vales (Cisvales), em conjunto com o do Vale do Rio Doce, operado pelo Consórcio Intermunicipal de Saúde da rede de Urgência e Emergência do Leste de Minas (Consurge).

A deputada apresentou um histórico da luta pela implantação do Samu Regional, toda a mobilização que foi feita desde 2013 e cobrou os investimentos para o início do serviço.

“No início do ano, o secretário de saúde de Minas afirmou que o Estado só tinha dinheiro para implantar um único Samu. Então, propomos a unificação entre os consórcios. Para nós, não importa onde vai atender o telefone da chamada da ambulância ou o nome do consórcio. O que importa é o serviço funcionando. Por isso, não aceitamos agora o início atender apenas a região de Governador Valadares e deixar o Vale do Aço de fora”.

Rosângela Reis – Deputada Estadual

O deputado Celinho também concordou e afirmou que é preciso de união da região e que os custos para implantação no Vale do Aço seriam menores, uma vez que Ipatinga já possui um Samu municipal em funcionamento.

Emendas parlamentares subsidiarão o Samu Regional

A justificativa de falta de recursos para a implantação do Samu Regional também não será mais uma desculpa do Governo do Estado. A deputada Rosângela Reis se comprometeu a aplicar cerca de R$ 3 milhões em emendas de 2020 para a iniciativa. O deputado Celinho também fará um esforço conjunto para direcionar recursos para o Samu do Vale do Aço. O custo estimado para a implantação é de R$ 5 milhões.

Os subsecretários Marcílio e Nicodemos elogiaram a iniciativa dos deputados, mesmo com a falta de recursos do Estado para a instalação imediata e vão levar os resultados da reunião até os colegiados internos da Secretária de Saúde.

Os deputados iniciarão uma nova mobilização dos 35 prefeitos dos municípios integrantes do Consórcio Cisvales, além dos representantes federais da regional, para pressionarem pelo Samu.

Saiba a luta da Rosângela Reis pelo Samu Regional do Vale do Aço

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios *

*

Ir para o topo