fbpx
Início / Notícias / Rosângela Reis será agraciada com a Ordem do Mérito Legislativo

Rosângela Reis será agraciada com a Ordem do Mérito Legislativo

Na próxima segunda-feira, dia 24 de novembro, a deputada Rosângela Reis será homenageada pela Assembléia Legislativa com a medalha Ordem do Mérito Legislativo, em cerimônia no Palácio das Artes. E, por indicação da deputada, também serão agraciados dois cidadãos de Ipatinga: Adélio Arlindo Duarte, advogado e presidente da OAB de Ipatinga e Jéferson Bachour Coelho, presidente do Sindicato Intermunicipal das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Eletrônico de Ipatinga (Sindiniva).

A Ordem do Mérito Legislativo foi criada por meio de resolução, em 1982, com o objetivo de distinguir pessoas físicas e jurídicas, nacionais e estrangeiras que, pelos seus serviços ou mérito excepcional, tenham se tornado merecedoras do especial reconhecimento do Legislativo mineiro. A medalha é conferida a soberanos, chefes de Estado e de Governo e a seus sucessores imediatos, políticos, magistrados e membros do Ministério Público, militares, diplomatas, professores, cientistas, escritores, funcionários públicos, desportistas e outras personalidades.

As medalhas são concedidas mediante proposta do Conselho da Ordem, do qual fazem parte os deputados membros da Mesa da assembléia, a Liderança da Maioria e os deputados ex-presidentes da Assembléia, que estejam no efetivo exercício do mandato. O presidente do Conselho é sempre o presidente da Assembléia.

Na próxima segunda-feira, dia 24 de novembro, a deputada Rosângela Reis será homenageada pela Assembléia Legislativa com a medalha Ordem do Mérito Legislativo, em cerimônia no Palácio das Artes. E, por indicação da deputada, também serão agraciados dois cidadãos de Ipatinga: Adélio Arlindo Duarte, advogado e presidente da OAB de Ipatinga e Jéferson Bachour Coelho, presidente do Sindicato Intermunicipal das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Eletrônico de Ipatinga (Sindiniva).

A Ordem do Mérito Legislativo foi criada por meio de resolução, em 1982, com o objetivo de distinguir pessoas físicas e jurídicas, nacionais e estrangeiras que, pelos seus serviços ou mérito excepcional, tenham se tornado merecedoras do especial reconhecimento do Legislativo mineiro. A medalha é conferida a soberanos, chefes de Estado e de Governo e a seus sucessores imediatos, políticos, magistrados e membros do Ministério Público, militares, diplomatas, professores, cientistas, escritores, funcionários públicos, desportistas e outras personalidades.

As medalhas são concedidas mediante proposta do Conselho da Ordem, do qual fazem parte os deputados membros da Mesa da assembléia, a Liderança da Maioria e os deputados ex-presidentes da Assembléia, que estejam no efetivo exercício do mandato. O presidente do Conselho é sempre o presidente da Assembléia

 

Ir para o topo