Início / Atuação Parlamentar / Rosângela Reis se reúne com subsecretário para tentar evitar fechamento do Sine/Sindipa
Rosângela Reis se reúne com subsecretário para tentar evitar fechamento do Sine/Sindipa

Rosângela Reis se reúne com subsecretário para tentar evitar fechamento do Sine/Sindipa

A deputada estadual Rosângela Reis se reuniu na manhã desta quarta-feira (25), na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, com o subsecretário estadual de Trabalho e Emprego de Minas Gerais, Antônio Lambertucci e o gerente do órgão Marcel Cardoso, para discutir e tentar evitar o fechamento da agência do Sistema Nacional de Emprego (Sine), localizada na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de Ipatinga (Sindipa), no bairro Horto, em Ipatinga, à partir do próximo dia 30, segunda-feira.

Rosângela Reis ponderou com o secretário Antônio Lambertucci sibre a importância do SINE do Sindipa para evitar o fechamento. Uma nova reunião deverá ser marcada na próxima semana, com a presença do prefeito Sebastião Quintão e o secretário de Desenvolvimento Municipal, Célio Aleixo.

“Não podemos deixar essa unidade fechar, ainda mais nesse momento onde tanto desemprego. O Sine/Sindipa é referência na região e muitas pessoas precisam dos serviços deste local. Precisamos debater uma solução para este problema”, afirmou.

Custeio

Segundo Antônio Lambertucci, o convênio entre a Sedese a Sindipa estabelece que o Estado é responsável pelo pagamento de mobiliário, equipamentos, capacitação e treinamento de pessoal, assistência técnica, material de escritório, internet e telefone, além de água, café e açúcar. Já o restante das despesas, como pagamento de funcionários, eletricidade e aluguel é de responsabilidade do ente, neste caso o sindicato.

“Não podemos fazer o repasse de verbas por serem um sindicato. A Lei do Marco Regulatório não nos permite realizar este repasse diretamente ao sindicato. Para isso, precisaríamos de abrir um chamamento público, sem garantias que o Sindipa venceria. Além disso o maior repasse é feito pela União, o que não acontece desde 2014. Outras alternativas precisam ser estudadas e a presença e ações da deputada são imprescindíveis para que cheguemos a uma solução satisfatória”, afirmou o subsecretário Antônio.

Dados

Segundo a Sedese, o Sine/Sindipa atendeu me 2015 cerca de 15 mil pessoas e mais de 20 mil no ano passado. Os principais serviços ofertados são a intermediação de mão de obra e a habilitação ao seguro-desemprego. Ao todo, mais de 400 pessoas foram contratadas pelas quase mil vagas abertas ofertadas no mercado de trabalho de Ipatinga e região. Dados do Caged mostram que Ipatinga perdeu 10.796 postos de trabalho desde 2015 até o primeiro semestre deste ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios *

*

Ir para o topo