fbpx
Início / Notícias / Rosângela Reis garante Centro Viva Vida para o Vale do Aço

Rosângela Reis garante Centro Viva Vida para o Vale do Aço

Timóteo, Ipatinga, Santana do Paraíso e Ipaba aniversariam na próxima semana, mas toda a população do Vale do Aço tem mais um motivo para comemorar: a região terá um Centro Viva Vida, unidade de referência secundária que, ao promover a saúde sexual e reprodutiva de mulheres e homens e oferecer assistência ao recém-nascido tem se revelado importante instrumento do governo estadual no combate à mortalidade infantil e materna. A confirmação da inclusão de município da região entre os considerados prioritários para instalação do CVV até 2010 foi dada à deputada Rosângela Reis pelo secretário de Estado de Saúde, Marcus Pestana, em recente encontro, no qual também estiveram presentes o prefeito de Timóteo, Geraldo Hilário, e os vereadores Virgínia Scarpatti e Marcílio Magalhães.

Como os critérios para a implantação do CVV são técnicos e levam em consideração aspectos como evolução das taxas de mortalidade infantil e materna e a situação da rede de atendimento à saúde, a deputada tem lutado, por meio de ofícios, emendas parlamentares e encontros com o secretário de Saúde, para que esta unidade do Programa Viva Vida chegue a um dos municípios do Vale do Aço, beneficiando assim, os cerca de 750 habitantes das três microrregionais de saúde da região:  Ipatinga, Fabriciano e Caratinga. “No último encontro que tive com o secretário, ele avalizou a busca por um terreno e a elaboração de um projeto por parte da Prefeitura de Timóteo”, conta, satisfeita.

“Com a instalação do CVV em Timóteo, essa microrregião com oito municípios (Coronel Fabriciano, Timóteo, Pingo DÁgua, Córrego Novo, Dionísio, Jaguaraçu, Marliéria e Antônio Dias) e todos os seus vizinhos darão um passo importante na construção da rede de atenção à saúde da mulher, imprescindível para garantir a redução da mortalidade infantil e materna”, destacou a deputada, que vai receber o secretário na próxima sexta-feira (dia 24), em Timóteo, para a inauguração do Pronto-Atendimento do município, no Bairro Olaria.

Os centros viva vida fazem parte de um programa estadual homônimo lançado  em 2003, que busca articular todas as atividades voltadas para a promoção da saúde da mulher e do recém-nascido, dentro de uma rede que atua nos centros de saúde, equipes do PSF, unidades intermediárias e hospitais. Sua meta é reduzir em 15%, até 2010, a taxa de mortalidade infantil e materna no estado, e para isto tem no CVV um importante aliado, já que se trata de uma unidade de referência secundária, que oferece assistência completa à gestante de alto risco e diversos outros serviços.

 

TERRENO

Desde sua criação, o Estado já investiu R$ 367 milhões no programa, sendo cerca de R$ 40 milhões na construção dos CVV. Cada obra fica em torno de R$ 1,5 milhão e os equipamentos custam outro R$ 1,0 milhão, podendo o investimento estadual chegar a R$ 3 milhões. O prefeito de Timóteo se comprometeu a oferecer o projeto e o terreno. Geraldo Hilário e a deputada Rosângela Reis já programam uma visita a Janaúba para conhecer a rede de saúde lá instalada, que possibilitou a redução da mortalidade infantil de 31 em cada um mil nascidos vivos, em 2000, para 4,2 em cada um mil nascidos vivos, em 2007. “O CVV humaniza o atendimento à saúde e valoriza a prevenção em seu trabalho, além de lidar com questões que considero de extrema importância, como o planejamento familiar. Mas sabemos que é necessário ter toda a rede funcionando com qualidade, desde a atenção primária, passando pelos serviços secundários de referência, até as maternidades, com UTI neonatais instaladas, para o sucesso das ações.”, destacou Rosângela Reis.

Hoje, Minas tem 16 CVV em funcionamento, nos municípios de Brasília de Minas, Capelinha, Frutal, Governador Valadares, Itabirito, Janaúba, Januária, Juiz de Fora, Lavras, Santa Luzia, Santo Antônio do Monte, São Lourenço, Sete Lagoas, Taiobeiras, Leopoldina e São João Del Rei. Patrocínio terá sua unidade inaugurada no próximo dia 27 e Manhuaçu, ainda neste semestre. Até dezembro, devem ser inaugurados os CVV de Araçuai, Itabira, Viçosa, Diamantina e Jequitinhonha. A meta é colocar 47 funcionando até 2011.

 

SERVIÇOS

Os CVV apostam na prevenção e na rapidez dos tratamentos. Para isto dispõem de modernos equipamentos. Fazem atendimento em planejamento familiar, pediatria, ginecologia, mastologia e urologia para os usuários do SUS. Oferecem ações relacionadas à gestação de alto risco, aos cânceres de mama, de colo uterino e de próstata, às DST (doenças sexualmente transmissíveis), ao puerpério, à violência sexual e aos casos de infertilidade.

Essas unidades têm ainda serviços especiais de saúde voltados para a criança prematura e com baixo peso ao nascer, desnutrida, com anemia falciforme, fibrose cística, hipotireoidismo congênito, diarréia de evolução desfavorável ou asma com evolução desfavorável.

O fluxo de atendimento obedece à lógica das redes de atenção à saúde, ou seja, o paciente, depois de passar pela avaliação da equipe do PSF, se constatada a necessidade, é encaminhado ao Centro Viva Vida.

Ir para o topo