Início / Atuação Parlamentar / Mudanças na Estrada de Ferro Vitória-Minas são sugeridas para nova concessão
Mudanças na Estrada de Ferro Vitória-Minas são sugeridas para nova concessão

Mudanças na Estrada de Ferro Vitória-Minas são sugeridas para nova concessão

Autoridades do Vale do Aço querem mudanças na atual proposta de renovação da concessão da Estrada de Ferro Vitória-Minas (EFVM), proposta pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). A reunião foi realizada na manhã desta quarta-feira (12), no auditório do Hotel San Diego, no bairro Horto, em Ipatinga.

O diretor nacional da ANTT, Weber Ciloni, participou da audiência que envolveu não só a renovação do contrato de concessão, mas também diversos pontos que também deverão ser incluídos no novo contrato. Entre as demandas estão a criação de um novo terminal ferroviário no Vale do Aço, novos horários para o transporte de passageiros, e o transporte de produtos diversos na linha férrea, além do minério de ferro, para que dessa forma possa ser aproveitado todo o potencial econômico das regiões do Vale do Aço e Rio Doce.

A deputada estadual Rosângela Reis (Podemos) e diversas lideranças políticas, econômicas e sociais do Leste de Minas também participaram da reunião. O pedido é pelo aprimoramento dos estudos para a prorrogação do prazo de vigência contratual da Concessionária da Estrada de Ferro.

Rosângela Reis defendeu a necessidade de um debate justo sobre as malhas ferroviárias do Estado. “Essa discutição é urgente, devemos buscar alternativas em nossos meios de transporte para o escoamento dos produtos de nosso Estado e País. E assim, não ficarmos reféns de situações como a greve dos rodoviários”, afirmou a parlamentar.

Rosângela Reis também destacou a importância de criação de uma comissão para acompanhar aplicação dos recursos de ordem pública direcionada para a estrada de ferro Vitória-Minas e que estes recursos sejam aplicados nos municípios cortados pela ferrovia.

Entenda

O Governo Federal quer antecipar a prorrogação do contrato de concessão de exploração da Estrada de Ferro Vitória a Minas com a Vale por mais 30 anos, desde que sejam feitos investimentos na construção da Ferrovia de Integração Centro-Oeste (Fico), no Mato Grosso, proposta que vem sendo criticada pelos parlamentares mineiros na Câmara Federal e Assembleia Legislativa.

De acordo com os estudos da ANTT, os valores de outorga chegariam a mais R$ 639 milhões, valor que vem sendo debatido e que os parlamentares acreditam que deva ser triplicado, devido a importância da via ferroviária para dois estados.

Novo edital

A ANTT abriu a Tomada de Subsídio nº11/2018, com o objetivo de obter informações sobre dos potenciais usuários do Ramal de Desembargador Drummond (ou “Ramal de Piçarrão”), pertencente à concessão da Estrada de Ferro Vitória a Minas – EFVM e localizado no município de Nova Era. O objetivo é embasar análise técnica do pedido de desativação definitiva e desvinculação do referido ramal ferroviário feito pela EFVM.

A documentação completa relativa à Tomada de Subsídio pode ser acessada no site da ANTT. As contribuições por escrito poderão ser encaminhadas até 26 de outubro de 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios *

*

Ir para o topo