fbpx
Início / Notícias / Impacto das chuvas será debatido na Assembleia de Minas
Impacto das chuvas será debatido na Assembleia de Minas

Impacto das chuvas será debatido na Assembleia de Minas

Quase 200 municípios em Minas Gerais decretaram situação de emergência por causa do impacto das chuvas neste ano. Além disso, o estado registrou 58 óbitos por inundações e deslizamentos desde entre 24 de janeiro e 05 de fevereiro deste ano. Para discutir esses impactos e as respostas para esses danos, a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) promoverá, nesta quinta-feira (06), às 10 horas, uma audiência pública sobre o tema.

Prefeitos dos 196 municípios atingidos, autoridades no assunto, além dos órgãos de segurança pública como Defesa Civil e Corpo de Bombeiros, e outros setores do Governo do Estado foram convidados para discutir o tema. A audiência será transmitida ao vivo, pela TV Assembleia, com a possibilidade de participação em tempo real da população pela internet, que poderá perguntas e dar a opinião.

A audiência pública foi definida no retorno dos trabalhos na ALMG, nessa última terça-feira (04) e será realizada pela Comissão de Assuntos Municipais e Regionalização, no Auditório José Alencar da Casa Legislativa. O requerimento foi de autoria dos deputados Carlos Henrique (Republicanos) e Rosângela Reis (Pode), que chegou a visitar alguns pontos no Vale do Aço que foram atingidos pelas chuvas.

Para acompanhar a audiência clique no botão abaixo

Segundo a Rosângela Reis, uma das preocupações da comissão na audiência pública será debater como fazer com que os recursos, principalmente os do governo federal, cheguem também às cidades menores que sofreram algum impacto das chuvas.

“Precisamos encontrar as respostas para acelerar a ajuda para quem precisa, reduzindo a burocracia, e também achar formas de evitar que esses problemas voltem a ocorrer”.

Rosângela Reis – Deputada estadual

Segundo a Defesa Civil, desde 24 de janeiro são 53.169 pessoas em Minas desabrigadas ou desalojadas e tiveram que deixar suas casas. Um desses exemplos foram comunidades inteiras como no distrito de Cachoeira do Vale, em Timóteo. Além disso, o número de feridos chegou a 68 em todo o estado.

Ir para o topo