fbpx
Início / Atuação Parlamentar / Escolas estaduais do leste de Minas são incluídas em projeto de Parceria Público-Privada
Escolas estaduais do leste de Minas são incluídas em projeto de Parceria Público-Privada

Escolas estaduais do leste de Minas são incluídas em projeto de Parceria Público-Privada

A deputada estadual Rosângela Reis (PROS) se reuniu com a secretária de Estado de Educação de Minas Gerais, Macaé Evaristo, na Cidade Administrativa, e reivindicou a construção de novos prédios para três escolas em Santana do Paraíso, Córrego Novo e Vermelho Novo, todas no leste de Minas. A solicitação deverá ser atendida por meio do programa de Parceria Público-Privada (PPP), da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE-MG).

Em Santana do Paraíso, a escola beneficiada será a Escola Estadual Joaquim Eliziário da Silva. O novo prédio já possui um local definido no bairro Jardim Vitória e a construção promete ser mais ágil neste caso. Já em Córrego Novo ainda não há definição do terreno para a nova edificação da Escola Estadual Tancredo Neves. A empresa que ganhar a licitação da PPP será a responsável por encontrar uma área no município e propor ao governo do Estado se o local é viável ou não, para só depois ter início a obra.

Rosângela Reis também cobrou melhorias na Escola Estadual Farmacêutico Soares, em Vermelho Novo, único local de ensino da rede estadual em todo o município, obra que ficará a cargo do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DEER/MG).

Segundo a deputada Rosângela Reis, é urgente a construção dessas novas escolas no leste de Minas. “Somente com uma boa infraestrutura é que as crianças e adolescentes poderão ter um ambiente propício para o aprendizado. Além disso, as condições do prédio também afetam a motivação e a qualidade do trabalho desenvolvido pelos profissionais de educação. Nessas três cidades, as condições atuais dos prédios não favorecem ao ensino”, afirmou.

Ao todo, são 128 escolas contempladas pelo projeto em Minas Gerais, dívidas em três grupos, sendo as que já existem e terão novas edificações, as que serão erguidas do zero e as que apenas receberão obras de reformas. Ainda não há definição dos valores que serão investidos nas unidades ou da data exata de início dos trabalhos. Todos os novos prédios e intervenções deverão ser entregues em um prazo de até 36 meses após a definição da licitação, sendo que 25 unidades de ensino deverão ser concluídas em um prazo de oito meses.

Outras demandas

Além da construção dos novos prédios, a deputada Rosângela Reis também debateu com a secretária Macaé Evaristo sobre a necessidade de reformas e ampliações de outras escolas do Vale do Aço, assim como sobre a aposentadoria dos profissionais de educação, novas nomeações e o pagamento de férias prêmios para os educadores e professores da rede estadual.

Ir para o topo