fbpx
Início / Notícias / Reforma do aeroporto e pavimentação da LMG 760 ficam para 2020
Reforma do aeroporto e pavimentação da LMG 760 ficam para 2020

Reforma do aeroporto e pavimentação da LMG 760 ficam para 2020

Duas das principais obras de infraestrutura demandadas para o Vale do Aço, a reforma do aeroporto e a pavimentação da LMG 760, deverão ser retomada apenas após o período chuvoso, estimado para a partir de março do próximo ano. A informação é do secretário de Estado de Infraestrutura, Marco Aurélio Barcelos, ao ser questionado pela deputada estadual Rosângela Reis (Podemos), durante o Assembleia Fiscaliza, na tarde da última terça-feira (15), na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

A presidente da Comissão de Assuntos Municipais e Regionalização, Rosângela Reis, pontuou a importância dessas obras para a região, afirmando ser demandas antigas do Vale do Aço, e criticou os atrasos dos investimentos.

“A durabilidade da reforma emergencial do aeroporto era de apenas seis meses, que já venceu. Além disso, a LMG 760 também é urgente para a região”.

Rosângela Reis – Deputada Estadual

Segundo Marco Aurélio, quanto ao Aeroporto do Vale do Aço, apesar de conseguir os recursos para as obras junto ao governo federal, houve o contratempo na realização de estudos. Ele explicou que o projeto junto a Secretaria Nacional de Aviação Civil precisava de mais detalhes do que se imaginava.

“Que a base da pista fosse feita com um material, com a escória da Usiminas, portanto era necessária uma sondagem mais aprofundada do que havíamos imaginado. Não era um projeto meramente analítico, tivemos que ir a campo e fazer as perfurações e exames laboratoriais. Terminamos a sondagem na semana passada eu material e está submetido ao laboratório. Com esses dados, o projeto deve ser aprovado pela Secretaria de Aviação Civil para a liberação dos recursos”.

Marco Aurélio Barcelos – Secretário de Estado de Infraestrutura

O secretário ainda garantiu que os recursos obtidos por meio do Fundo Nacional de Aviação Civil (Fnac) não serão perdidos e a estimativa é que o Estado está elaborando a licitação para as obras. “A notícia ruim é que acreditávamos que poderíamos fazer as obras antes do período de chuva. Mas a notícia boa é que depois do período, elas se realizarão e no final do ano que vem, o problema da pista deixar de ser uma preocupação para a população”, prometeu Marco Aurélio.

LMG 760 para depois das chuvas

Assim como o aeroporto, a promessa também é que a retomada da pavimentação da LMG 760, a partir de Cava Grande, seja feito após o período chuvoso. Marco Aurélio ressaltou a importância da via, mas que o investimento demanda mais de R$ 100 milhões.

“Eu tenho fé, posso dizer não é uma abstração, que vamos equacionar a LMG 760 até o fim do mandato. Passado o período de chuvas, em março, vamos fazer o tratamento pelo menos até a entrada do parque. Isso nós vamos fazer!”.

Marco Aurélio Barcelos – Secretário de Estado de Infraestrutura

Ele ainda explicou que a totalidade da obra é negociada com a Fundação Renova, entidade criada pela Samarco para tratar dos reparos pelo Desastre de Mariana. “A senhora sabe qual é a dificuldade que é a negociação junto a essa entidade. Precisa ter uma resiliência e uma força de vontade. E nós temos! Até o fim do mandato nós vamos colocar a LMG 760 para ser completamente pavimentada, do seu início até São José do Goiabal”, afirmou Barcelos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.Campos obrigatórios *

*

Ir para o topo